sexta-feira, 3 de março de 2017

SVNIT não assinou acordo com patronal. As negociações continuam

A diretoria do SVNIT - Sindicato dos Vigilantes de Niterói, São Gonçalo e região comunica a todos vigilantes que atuam na base territorial de sua abrangência que não assinou nenhum acordo com o patronal e que não vai aceitar fechar uma Convenção Coletiva de Trabalho com índices de reajuste salarial abaixo da inflação e que retira direitos dos trabalhadores.

O SVNIT afirma, ainda, que a manutenção da cesta básica já convencionada na CCT 2016 deve ser cumprida pelas empresas a título de assiduidade e que está prevista para iniciar o pagamento em março deste ano.

Vale lembrar que os Sindicatos possuem autonomia para conduzir suas negociações perante os patrões cada um representando sua base territorial conforme carta sindical emitida pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

A notícia que circula nas redes sociais sobre a aceitação de um acordo que impõe perdas e retirada de direitos dos trabalhadores diz respeito a alguns sindicatos ligados à Federação do Rio, como o Sindicato do Município do Rio. E, não aos Sindicatos filiados à Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV).

O SVNIT fará o possível para garantir os direitos já conquistados e avançar em novas conquistas para os vigilantes. As negociações e a luta continua junto com os Sindicato dos Vigilantes aliados e filiados à CNTV como o Sindicato de Niterói, São Gonçalo e região, Duque de Caxias, Itaguaí e Seropédica e Mesquita e Nilópolis e Petrópolis.

Claudio Vigilante 
Presidente do SVNIT

2 comentários:

  1. Bom dia!!
    Por favor nao podemos perde o que ja foi conquistado,o premio assiduidade,o plano de saude que ofereceram meio a meio,como vcs disseram na radio que ficaria em 54,50 para cada um.E um aumento digno....

    ResponderExcluir
  2. Pegaram a dinheiro da cesta e jogaram como aumento,eles pensam que enganam os vigilantes.

    ResponderExcluir